Melatonina

A melatonina é um hormônio produzido pelo cérebro que ajuda o indivíduo a dormir, especialmente durante a noite.

  • Melatonina

A melatonina é um hormônio produzido pelo cérebro que ajuda o indivíduo a dormir, especialmente durante a noite.
 
Geralmente, a produção de melatonina, que acontece na glândula pineal do cérebro, diminui com o envelhecimento, por isso, os distúrbios de sono são mais frequentes em adultos ou idosos.
 
A melatonina pode ser ingerida na forma de suplemento como Melatonina Optimum, ou remédios, como Melatonina DHEA, que ajudam a facilitar o sono e que podem ser comprados em farmácias, lojas de produtos naturais ou farmácias de manipulação, por exemplo.
 
Preço da melatonina
 
O preço da melatonina varia de acordo com o suplemente comprado, e com a concentração de melatonina por capsula, no entanto, o valor médio é de cerca de 50 reais por mês.
 
Efeitos da melatonina
 
A melatonina é muito utilizada para ajudar o indivíduo a dormir, porém, outros efeitos da melatonina incluem:
 
Controlo na produção de hormônios sexuais femininos;
Efeito antioxidante nas células;
Fortalecimento do sistema imune.
Devido aos seus efeitos, a melatonina, além de tratar a insônia, pode ser utilizada no tratamento da menopausa, fibromialgia e câncer de mama ou próstata.
 
Como tomar melatonina
 
A melatonina para tratar insônia deve ser receitada por um neurologista ou especialista em distúrbios do sono e, normalmente, pode ser ingerida até 3 mg, 1 hora antes de dormir.
 
Caso o indivíduo tenha dificuldade para acordar no dia seguinte, deve informar o médico para que ele diminua a dose de melatonina. Nos casos mais graves de distúrbios do sono, pode ser utilizada a melatonina de 5 mg, 10 mg ou 20 mg.
 
A melatonina não faz mal porque é um hormônio natural produzido pelo organismo, no entanto, apenas deve ser ingerida na dose recomendada pelo médico.
 
Efeitos colaterais da melatonina
 
Os efeitos colaterais da melatonina incluem dor de cabeça, náuseas e mal estar geral, especialmente quando é ingerida em doses excessivas e sem acompanhamento médico.
 
Sempre que surgirem efeitos colaterais da melatonina, o paciente deve consultar o médico para reavaliar o tratamento.
 
Fonte
http://www.tuasaude.com/melatonina/

Comentários