Urinoterapia, prática adotada por Lyoto Machida

Conheça os segredos da urinoterapia, prática adotada por Lyoto Machida

  • Urinoterapia, prática adotada por Lyoto Machida

Apesar de ainda não ter comprovação científica do seu benefício à saúde, a urinoterapia é uma doutrina adotada por um dos lutadores mais famosos do UFC. Ex-campeão do Ultimate, Lyoto Machida aderiu a prática através do seu pai Yoshizo Machida, que, por sua vez, havia incorporado o hábito por influência do avô do carateca, que morava no Japão.
 
A urinoterapia é usada para o tratamento de vários males, como alergias, doenças autoimunes, infecções, queimaduras e até câncer. O ideal é beber a primeira urina do dia, que teria alta concentração de substâncias benéficas. O procedimento teve um destaque durante a 2ª Guerra Mundial, quando soldados japoneses, com a falta de medicamentos, ingeriam o próprio xixi.
 
O lutador, que estará presente na quarta edição do UFC no Rio de Janeiro, contra Phil Davis, sábado (3), contou o quanto esse tratamento lhe faz bem, mas adiantou que ultimamente não o segue à risca, só quando sente necessidade.
 
“Você não vai ter um poder extraordinário tomando urina, mas vai proteger seu corpo de muita coisa e se sentir bem, como eu me sinto. Mas atualmente faço esporadicamente. Só quando sinto deficiência de resistência, cansaço, aí eu faço. Mas no dia a dia não. Meu pai faz mais do que eu”, disse o meio-pesado, em entrevista à TATAME.
 
Pai e mentor de Lyoto no tocante ao assunto, Yoshizo Machida garantiu que após incorporar a urinoterapia em sua rotina nunca mais ficou doente. “Existem várias vitaminas que o corpo não consegue absorver do dia anterior. Quando você toma a sua urina da manhã, está reabsorvendo-as. Depois que passei a tomar, nunca mais gripei  e nem tive problemas com fuso-horário”, contou.
 
Esposa e mãe dos filhos do carateca, Fabyola Machida tentou seguir os passos da família do marido, no entanto, não conseguiu acompanhar Lyoto.
 
“Confesso que tentei fazer a urinoterapia, mas não consegui. Não sou adepta e não gosto. Respeito a opção dele e de sua família, mas não bebo urina. Não me incomoda nem um pouco e não demorei para entender isso porque, como é uma coisa dele, eu respeitei sempre. Mas é o hábito mais estranho que ele tem”, explicou.
 
Fonte:
http://www.tatame.com.br/conheca-os-segredos-urinoterapia-pratica-adotada-por-lyoto-machida/

Comentários